Firefox OS: Olhando para o futuro

(Este post foi escrito por Jay Sullivan, Diretor de Operações da Mozilla)

O ano passado foi o 15º na história da Mozilla. É também o ano em que lançamos o Firefox OS. O início de um novo ano é um bom momento para refletir sobre o status desta grande iniciativa e compartilhar uma visão geral sobre os próximos passos do Firefox OS em 2014.

Por que Firefox OS?

A Mozilla, e o ecossistema mobile como um todo, acredita que deve haver uma alternativa verdadeiramente aberta às duas plataformas de sistemas operacionais para smartphones dominantes. Uma alternativa que proporcione experiências incríveis para os usuários e disponibilize aos desenvolvedores a oportunidade de construir os aplicativos dos seus sonhos, ao mesmo tempo em que coloque poder nas mãos de cada indivíduo.

Ao produzir um sistema operacional desenvolvido com tecnologias e princípios da Web, de abertura e concorrência em todos os níveis, estamos aplicando todo o poder e flexibilidade da Web para o ecossistema mobile pela primeira vez. Diferentemente de outras plataformas, o conteúdo comprado é de propriedade do usuário e não vinculado a um determinado dispositivo. Os desenvolvedores são encorajados a distribuir aplicativos da forma como acharem melhor, e até mesmo construir novas lojas de aplicativos que competirão com o nosso Firefox Marketplace.

Ao desenvolver o código do Firefox OS abertamente, para que todos possam vê-lo e melhorá-lo, também possibilitamos que haja confiança na forma como o sistema operacional lida com dados pessoais e de segurança.

2013: Lançamento

O ano passado viu o culminar de um grande esforço para transformar o Firefox OS em realidade. Graças aos esforços incansáveis da comunidade Mozilla — incluindo indivíduos apaixonados e organizações, dentre as quais conta com os principais fornecedores de chipset, fabricantes de equipamentos (OEMs) e operadoras de telefonia — três modelos de smartphones com Firefox OS foram lançados em 2013 e agora estão disponíveis em quatorze mercados. Grandes players da indústria, incluindo Deutsche Telekom, LG Electronics, Qualcomm, TCL / ALCATEL ONETOUCH, Telecom Italia, Telefonica, Telenor e ZTE desempenharam um papel importante. Também colaboramos com líderes globais em dispositivos mobile para formar um novo conselho para padronizar e promover o ecossistema de Web aberta.

As vendas e o nível satisfação dos clientes estão superando nossas expectativas para esse estágio inicial de oferta. Os desenvolvedores estão satisfeitos com a evolução do HTML5, estimulada pelo Firefox OS da Mozilla. O sistema operacional já apresenta um grande impacto em relação ao poder da plataforma Web. Novas APIs lançadas pela Mozilla estão sendo padronizadas para que desenvolvedores possam criar aplicativos baseados na Web e implantá-los em qualquer sistema operacional.

Em 2013, o Firefox OS mostrou o que é possível realizar quando o poder da Web é aplicado a um sistema operacional mobile.

2014: Novos mercados e Novos Formatos

A estratégia da Mozilla tem sido a de construir o Firefox OS principalmente para mercados emergentes, onde ainda existem bilhões de pessoas que ainda não experimentaram seu primeiro smartphone. Esta abordagem é impulsionada tanto por nossa missão de trazer a Web para mais pessoas, assim como pela vantagem que o Firefox OS possui ao entregar uma grande performance em hardware de baixo custo. Em 2014, a Mozilla continuará a se concentrar em mercados emergentes e em usuários que desejem adquirir um smartphone pela primeira vez.

Além disso, uma das vantagens que o Firefox OS oferece ao ser um projeto open source é que qualquer indivíduo ou organização pode ampliar e adaptar a plataforma para diferentes tipos de hardware. Em 2014, esperamos ver o Firefox OS implantado em novos formatos.

O Firefox OS será utilizado em uma gama mais ampla de smartphones, fabricados para diferentes tipos de consumidores. Por exemplo, esta semana, a ZTE anunciará o seu segundo smartphone com Firefox OS, que será um dispositivo de padrão mais elevado direcionado a um conjunto distinto de consumidores.

A flexibilidade do Firefox OS também está gerando interesse em formatos além do smartphone. Mais aparelhos do que nunca estão sendo equipados com conexão à Internet: estima-se que haverá 30 bilhões de dispositivos conectados através de tecnologia wireless em 2020, três vezes mais do que hoje. À medida que a Internet alcança o seu punho, o seu carro e a sua TV, a Mozilla gostaria de ver os princípios de abertura da Web e de um campo de jogo nivelado, também nestas áreas. Portanto, é emocionante ver o pronunciamento da Panasonic dessa semana, em que planeja implementar o Firefox OS em aparelhos de TV.

O poder da Web expandirá os limites da capacidade dos smartphones, e continuaremos a introduzir novas funcionalidades, tais como a busca adaptativa de aplicativos, que redefine a experiência para os usuários.

Muito mais vindo por aí

Estamos trazendo o Firefox OS para o mundo, para que tanto smartphones quanto outros dispositivos possam começar a avançar e se adaptar ao ritmo da Web. O número de desenvolvedores de aplicativos construídos para Firefox OS deverá triplicar durante o próximo ano, e existem mais alguns milhões de desenvolvedores de HTML5 que podem participar sem que precisem aprender uma nova linguagem de programação. Combinar a facilidade que é a participação de um desenvolvedor com opções de dispositivos e formatos ampliados, permitirá ao Firefox OS abrir novos caminhos e demonstrar porque a Web é a plataforma. Estou confiante de que 2014 será mais um ano emocionante para o Firefox OS e para a Mozilla, e mal posso esperar para vê-lo acontecer.